20 ago Investigação do TCU aponta sobrepreço em remédio para câncer e leva a desabastecimento

Em matéria da Repórter Brasil sobre investigação do TCU que paralisou abastecimento de remédio para câncer após apontar sobrepreço em negociação, Carlos Portugal Gouvêa comenta a compra de medicamentos após determinação judicial. Ele diz que é prática comum do mercado farmacêutico “cobrar mais caro quando existe uma ordem judicial”. “Aí surge a oportunidade de abuso de preço, porque o gestor não tem capacidade de negociação”, diz o sócio do PGLaw, que também é professor de direito comercial da USP e membro do grupo Direito e Pobreza, da Faculdade de Direito da USP. A matéria também foi republicada pela Folha de S.Paulo. Para ler pelo jornal, acesse: https://bit.ly/2zbSNVO]]>